quinta-feira, dezembro 21, 2006

A dança macabra




O comet’inganni
Se pensi che gl’anni
Non hann’da finire,
Bisogna morire

(Como estás enganado
Se pensas que os anos
Não vão terminar
É preciso morrer)

É com estas palavras que começa a canção “homo fugit velut umbra”, uma dança macabra anónima do séc. XVII.
Com todo o cortejo de desgraças que se deram no séc. XIV (epidemias, guerras, fomes), desenvolveu-se um intenso pessimismo. A dança da morte era uma alegoria que tratava da inevitabilidade da morte: fossem ricos, pobres, bons, maus, a todos no final ela estava reservada. Tendo diversas representações gráficas, as mais comuns era a de pessoas de todos os quadrantes da sociedade (jovens, belos, idosos, nobres, mendigos) a dançar numa roda com esqueletos.
As imagens aproveitavam para mostrar a futilidade da vida e do apego aos bens e glórias terrestres, devendo-se sobretudo obter bens espirituais (formando um maior contraste com a procura desesperada dos gozos terrenos de que as pessoas representadas pareciam tentar obter).
Eram pintados frescos, esculpidos relevos e compostas músicas com este tema.
Ao longo do séc. XVII e XVIII, este género artístico iria ser progressivamente esquecido, sendo recuperado por vários músicos no séc. XIX (uma das músicas mais famosas seria a de Camille Saint-Saens) e XX.

10 comentários:

Anónimo disse...

Prefiro a dança do acasalamento...
rsss
favoritei o sei blogger, gostaria que pesquisassem sobre a dinastia do ptlomeu e Cleopatra.

Isaias Silva disse...

Olha!
dança macabra nem pensar...
que tal pesquisar sobre Cleopatra?
também acho uma boa ideia.

Anónimo disse...

oi
Sou apaixonada pela dança macabra, a iconografia é belissíma e os versos de uma ironia maravilhosa, estou pesquisando sobre isso para o meu trabalho de conclusão de curso.

Anónimo disse...

a rita pereira do 8ºc da escola eb 2,3 s.rosendo,santo tirso, ama esta dança bem como a sua letra

Anónimo disse...

aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii que horror essa dança da até medo de pensar que tem gente que gosta

Anónimo disse...

aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii que horror essa dança da até medo de pensar que tem gente que gosta

Anónimo disse...

Prefiro a dança do Rei do Pop

Anónimo disse...

que coisa mais estranha perfiro a dança do creú
que tal falar do mc creú ele é um gato

eu tiii amoo mc creú

BarbieK disse...

Isto vaime ajudar imenso ni meu trabalho paa a escola :)

Paula disse...

Q tal completares teu texto com a bibliografia?!