quinta-feira, dezembro 09, 2004

Alexandre

A propósito de Alexandre, Plutarco conta algumas anedotas interessantes. Depois de uma vitória contra Dário III, este ofereceu a Alexandre a parte do seu império que ia até ao Eufrates, o casamento com uma filha e uma enorme quantia . Parménion, um dos melhores generais de Alexandre disse que “se fosse Alexandre aceitaria”; este respondeu que “se fosse Parménion também aceitaria”. Noutra história, encontrou o filósofo Diógenes que estava a viver num baril; quando lhe perguntou se desejava alguma coisa, Diógenes respondeu-lhe que só queria que Alexandre saísse da frente pois estava a tapar-lhe o sol (Diógenes tinha como únicas possessões uns farrapos e um cantil; quando viu uma criança beber água fazendo uma concha com as mãos, partiu o cantil por o considerar um luxo inútil).

3 comentários:

Anónimo disse...

Quando era miúdo li uma história que numa das suas campanhas Alexandre teve um acesso de hipotermia, creio eu, a nadar num rio gelado após uma árdua marcha.
Na altura gerou-se grande controvérsia porque desconfiavam que o médico de Alexandre tinha sido subornado pelos seus inimigos para o envenenar durante a convalescença, mas Alexandre fez ouvidos moucos à intriga e aceitou livremente a beberagem do físico.
Curou-se.

Conhecias esta história?
Jorge

Parca disse...

Conhecia. Segundo a história, Alexandre teria dado a carta de denúncia ao médico enquanto bebia o remédio, para demonstrar a sua confiança.

Anónimo disse...

Quando estava a morte os generais perguntaram a Alexandre quem ficaria com o imperio. O que ele disse? Alguém sabe a frase em grego ou portugues??